O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

A obra

A primeira impressão que temos diante de uma obra da artista plástica Máyy Koffler é de encanto.

Se a cerâmica é a arte por excelência da forma, certamente disputa com a Escultura o primado da poética tridimensional. De fato, as fronteiras das artes se fundem a ponto de dificilmente analisarmos uma obra cerâmica sem recorrermos ao vocabulário expressivo da Escultura. A artista transita delicadamente por estas passagens, como se não houvesse fronteiras. Lavrando há anos nos caminhos da Arte - da Fotografia à Cerâmica e do Desenho à Escultura, ceramista desde o tempo em que vivia no Peru, em contato com o saber arcano da cerâmica andina, Máyy fixouse na metrópole de São Paulo onde, entre o ensino e a intensa busca, construiu e semeia uma obra de inquestionável valor artístico.

Aberta às sensibilidades inerentes à sua condição feminina, Máyy Koffler não negou o potencial pendor da práxis artística na nobre jornada do autoconhecimento, experimentação de tinturas espirituais. Aqui a poética - forjada na pesquisa da plasticidade das formas moldadas pelas técnicas antigas, ganha a expressão das inquietações e indagações sobre o determinante feminino. Viajando em um intenso périplo e bebendo das Tradições (tão caras à expressão cerâmica dos povos antigos) e das reflexões filosóficas e antropológicas, a artista assume equilibradamente o conflito proposto pelo fazer cerâmico e escultórico contemporâneo, criando soluções que são instantes incrustados em matéria terrosa, em superfícies de porcelana translúcida, em variações tonais que emanam da argila, em explosões cromáticas que semelham a um doce sussurro. Aqui, a matéria basilar não nega à artista seus segredos, tal a intimidade com a Arte que a práxis permite.

Aberta, como dissemos, às evoluções da expressão vital que só a cerâmica propõe, tal sua proximidade com o cotidiano de ontem e de hoje, a artista também exercita sua delicadeza no design de jóias em cerâmica, assim como no design de objetos, dignas atualizações dos preciosos objetos cerâmicos de outrora.

Por um desígnio ainda misterioso e por uma dádiva admirável, estes são os caminhos da Arte que se abriram para Máyy Koffler, cujo talentoso obrar permitiu que pudéssemos fruir, tomados de emoção.

Douglas Barzon.

 

Atelier Máyy Koffler Rua Carlos Petit, 312 / Vila Mariana - Sao Paulo / tel. (11) 5575.8374 mayykoffler@hotmail.com

design : pedropcm@hotmail.com